Dica para se livrar do Bafômetro

Meu nome é Bruno Barreto Alvez
Sou formado em Química pela PUC de Campinas e vou deixar uma dica para escapar do teste do bafômetro desde que você não esteja muito bêbado e não consiga seguir as dicas abaixo:
1) No final da balada seja no bar ou em alguma festa antes de sair (só antes de sair seu porra) peça ao garçom um copo descartável com COCA COLA com bastante gelo.
2) Vá embora com o seu copo embora no carro (não derrubar a merda do refrigerante cacete) vá dando umas goladas de vez em quando.
3) Chegou na BLITZ maior comandão (pare o carro com calma afinal você não esta tão bêbado) tome um gole bom de COCA COLA garantindo que as pedras de gelo menores fiquem em sua boca.
4) Se o policial pedir primeiro documentos e coisa e tal tome outro
gole seguindo o mesmo procedimento 3.
5) Finalmente o Bafômetro (cacete lembra que você não esta bêbado então vê se não erra o canudinho) sopre devagar e no mesmo ritmo, mesmo que você tenha tomado um monte mas se sente legal o teste vai dar negativo ou abaixo dos 0,02 mg/l de sangue.
Isto acontece pelo fato do Hidrogênio liberado pelo gelo anular a maior parte da associação do álcool no ar do seu pulmão, esta dica é velha e foi descoberta por estudantes de Química Americanos que tiveram que enfrentar o mesmo tipo de punição nos anos 70 e 80.
Agora no EUA não se usa mais o bafômetro e sim o teste da faixa que ai não tem estudante, professor, PHD que de jeito.
A COCA COLA para que serve?
Poxa, você não vai querer ser parado com um copo de WISKY com gelo (cacete) então bota qualquer refrigerante menos água pois demora mais para retirar o Hidrogênio do gelo.
Ps: Em Campinas já passamos por 03 blitz usando este método, e lembrando que esta dica não adianta no caso de amostra de sangue.



---------------------------------------

E eu que vou reclamar da liberdade de expressão? Nunca. Se alguém é contra a tal da Lei Seca e quer se expressar quanto à isso, tem mais é que colocar a boca no mundo mesmo. Se tem "dicas" para dar sobre o assunto, que seja. Mas então, eu também posso opinar.
A lei é pesada? Concordo. Mas se ela se faz necessária devido às nossas próprias atitudes, o que fazer? A prova está nas estatísticas. Desde que foi implantada, quantas vidas já salvou e quantos acidentes já evitou? Queda nos dados de acidentes e mortes em transito comprovam a eficácia e mais ainda, comprovam que só por medo de doer no bolso é que os cidadão passam a se cuidar melhor, por se quiser esperar que isso aconteça por consciência, pode desistir. A prova é que mesmo com os resultados positivos, tem aqueles que se prestam ao papel acima. E pior, também tem aqueles que lêem uma coisa dessas e se divertem, acham graça, acham interessante e ainda se imaginam na situação, utilizando essa informação.
Mas como um dos meus valores máximos é a liberdade, então que sintam-se livres para se expressar. Eu também estou usando da liberdade que tenho direito para dizer que é justamente para mediocres assim que essa lei foi feita.
E como diz a música (se isso puder ser chamado de música), cada um no seu quadrado.

3 comentários:

Anônimo disse...

Concordo plenamente com seu comentário. Tomei a liberdade de postar o link na nossa comunidade, que infelizmente perde feio para as pessoas que livremente se expressam contra a lei.
Se puder entrar para nos dar uma força:
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=59074761

Gilson Filho disse...

Flávio, por favor não confunda liberdade com libertinagem. Democracia com demagogia. Em nome da liberdade de expressão Goebels criou o Dep. de Propaganda do Nazismo
Heil Hitler
abraços
gilson filho

ARISTIDES CASTILHO disse...

FLÁVIO, DE QUE ADIANTA VOCÊ ESTUDAR TANTO? PARA BURLAR O TESTE, E ATENTAR CONTRA A SUA PRÓPRIA VIDA? E O PIOR É QUANDO AFETA A DE OUTRAS PESSOAS, QUE NADA TEM A VER COM SEUS ERROS.